Estado de Goiás

 

Coordenação
 
 
 

Projeto Pedagógico do Curso de Letras

 

Apresentação

LETRAS - PORTUGUÊS/INGLÊS - Modalidade: Licenciatura

Forma o licenciado em Letras, com foco principal no Ensino Fundamental e Médio, capacitando-o na interpretação correta de textos de diferentes gêneros e registros linguísticos; explicando seus processos e argumentos de formação; investigando as questões ligadas ao ensino da língua materna e língua inglesa, partindo assim de diversas teorias e abordagens.

A concepção da língua como fenômeno sócio-cultural e a compreensão do ensino como uma realidade social são alguns dos valores despertados nos acadêmicos do curso de Letras, que visa formar leitores críticos, cientes das diversificadas noções de gramática e conhecedores das variedades linguísticas e seus diferentes níveis.

Ao término do Curso, o licenciado em Letras terá adquirido uma atitude investigativa que favorecerá ao processo contínuo de construção do conhecimento na área e estará apto a responder aos desafios que a prática social e docente apresentam no cotidiano.

 

Regime de Funcionamento: Semestral

Turno: Noturno

Tempo de Integralização: 4 a 6 anos

Número de vagas no Processo Seletivo – anual: 40 vagas.

 

 

A Carreira em Letras 

O profissional formado em Letras é um estudioso do funcionamento da Língua Portuguesa, de idiomas estrangeiros e de suas respectivas literaturas. Quem se forma em Letras poderá ser, além de professor no ensino fundamental e médio (Português, Idioma estrangeiro, Literatura e Redação), tradutor, intérprete, editor, redator ou revisor de textos. O Câmpus Cora Coralina oferece o curso de Letras com dupla habilitação (Licenciatura): em Português e em Inglês com suas respectivas literaturas.

 

Mercado de Trabalho

O profissional formado em Letras encontra oportunidades de emprego em:

Escolas de idiomas

Escolas públicas e particulares de ensino fundamental e médio

Cursos preparatórios para concursos e vestibulares

Universidades

Editoras

Agências de publicidade

Emissoras de TV e rádio

Departamento de comunicação em empresas privadas

Áreas de secretariado em empresas

 

Ao optar por fazer Letras no Câmpus Cora Coralina, na cidade de Goiás, o estudante terá oportunidade de aprender os meios de pesquisar e ensinar a Língua Portuguesa, aprender ou se aprofundar em Língua Inglesa, além de compreender a importância de suas respectivas literaturas. Com os programas de Pós-Graduação ofertados, oferecidos de forma gratuita pela universidade, é possível, logo após terminar a graduação, ingressar em cursos de Especialização e/ou Mestrado e prosseguir em estudos mais avançados.

 

No momento, o Curso de Letras oferece o curso de Mestrado em Língua, Literatura e Interculturalidade TOTALMENTE GRATUITO. Para mais informações, acesso o link do POSLLI

 

 

Docentes com Atividades de pesquisa

 

Os docentes do Curso de Letras desenvolvem pesquisas em suas respectivas áreas com o intuito de aprimoramento acadêmico e didático. As pesquisas contam com a participação de discentes da graduação e da pós-graduação. Para participar de um projeto de pesquisa, contate o orientador pretendido.

 

 

Docente

Adolfo José de Souza Frota

Projeto de Pesquisa

Aspectos críticos da memória e do espaço na construção da identidade. Um estudo da literatura de recordação.

Descrição

O objetivo é analisar a relação entre memória, espaço e identidade tendo como ponto de partida a tese de que o espaço é um construto humano, valorado pelo homem que constrói a sua identidade através do relacionamento com a terra. Levando-se em consideração o papel da memória na afirmação da identidade, a análise da sua relação com o espaço se torna fundamental para a compreensão de uma literatura cada vez mais preocupada na discussão da perda da memória, do espaço e da identidade. Estes três aspectos, de certa forma, estão imbricados e funcionam como temas recorrentes em várias narrativas modernas. Em destaque, a relação da memória com a identidade cultural/individual tem sido, da mesma forma, tema de um número significativo de narrativas literárias, abrangendo desde a memória familiar, afetiva, até a social, histórica e cultural.

 

Docente

Arcângelo Scolaro

Projeto de Pesquisa

O sentido e o significado da escola para os jovens trabalhadores: campo e cidade

Descrição

A pesquisa está sendo realizada em duas escolas, uma urbana e outra rural. Serão entrevistados pais, alunos e professores.

 

Docente

César Augusto de Oliveira Casella

Projeto de Pesquisa

A construção da norma culta a partir de exemplos literários: o caso da Moderna Gramática Portuguesa de Bechara

Descrição

O presente projeto tem como objetivo analisar as referências feitas aos autores de literatura na gramática de Evanildo Bechara, a Moderna Gramática Portuguesa (2009), investigando se a citação de obras literárias é utilizada para sustentar uma variedade linguística em detrimento de outras, e se há a omissão de autores consagrados, devido ao fato destes apresentarem usos que não são desejados e prescritos pelo gramático. A escolha do objeto de pesquisa se dá pelo fato de Evanildo Bechara ser uma referência nos estudos gramáticas e no ensino de língua portuguesa. Para obter os resultados esperados realizaremos, em um primeiro momento, uma pesquisa bibliográfica sobre a gramática normativa e a sua relação com a literatura brasileira. Posteriormente, selecionaremos e quantificaremos as ocorrências de citação de autores literários presentes na gramática, com a finalidade de demonstrar como é feita a seleção destes autores literários e suas obras, a partir de um tratamento qualitativo dos dados. A base teórica envolve autores tais como: Marcos Bagno, Carlos Alberto Faraco, Irandé Antunes, Moura Neves e L. C. Travaglia.

 

Docente

Claude Valentin René Detienne

Projeto de Pesquisa

O cânone literário como elemento definidor de identidade de grupo: o caso da literatura religiosa

Descrição

O projeto pretende estudar o uso de cânones diferentes nas várias igrejas existentes hoje, como método de afirmação de diferença/identidade do grupo. Abordará o problema terminológico de uma designação objetiva dos livros que não constam em todos os cânones, examinará a composição dos vários cânones (cuja lista não se encontra sempre em documento oficial) e tentará determinar a motivação da diferença. Na ocasião da pesquisa, pretende-se também providenciar uma tradução dos livros que não constam nas Bíblias católicas ou protestantes no Brasil.

 

Docente

Déborah Magalhães de Barros

Projeto de Pesquisa

Transitividade no domínio da voz média: o desenvolvimento de construções ergativas na fala goiana

Descrição

Este é um projeto de pesquisa destinado à descrição e à análise do sistema de voz no Português Brasileiro (PB), especialmente ao que diz respeito ao desenvolvimento de construções tipicamente ergativas na variante do PB falada em Goiás. A hipótese central é o desenvolvimento de construções ergativas é desencadeado por um movimento maior de mudança inerente a todo sistema de voz do PB, resultante de alterações na transitividade, que também está impactando as construções de voz média e de voz reflexiva, as quais tem sido elaboradas na fala goiana com o apagamento do pronome reflexivo (conf. Barros 2011, 2016). Objetiva-se descrever as construções de voz que possuem características tipicamente ergativas atestando o nível de mudança na voz PB. A pesquisa conta com os subsídios teóricos da Linguística Funcional Centrada no Uso, em especial da Gramática de Construções (GC), conforme Bybee (2010, 2015), Croft (2001), Croft e Cruse (2004), Givón (1984, 1990, 1992), Goldberg (1995, 2006), Hopper e Thompson (1980), Langacker (2013), Tomasello (2003, 2008, 2009) e Trougott (2008) e Traugott e Trousdale (2013). Os corpora em análise são do Projeto Temático O português contemporâneo falado em Goiás (?Fala Goiana?), um projeto vinculado ao Grupo de Estudos Funcionalista da UFG

 

Docente

Ebe Maria de Lima Siqueira

Projeto de Pesquisa

Configurações do lirismo na poesia goiana contemporânea

Descrição

O projeto de pesquisa consiste na investigação da configuração do lirismo na poesia goiana contemporânea. O corpus do projeto é constituído de poetas que começaram a publicar na década de 1960. A partir do levantamento das obras e autores, serão selecionados aqueles que convergem para o recorte temático do projeto. Para fundamentar a pesquisa são de interesse: Du lyrisme (2000), de Jean-Michel Maulpoix, na qual o autor faz uma revisão de conceitos que envolvem as figuras representativas do estudo do texto poético, como o sujeito lírico, o objeto lírico e o próprio lirismo que é, em sua concepção, a forma com que se constitui a poeticidade da obra; A verdade da poesia (2007), de Michael Hamburger; ?O sujeito lírico fora de si? (2013), de Michel Collot, dentre outros. Estarão como tema de reflexão do projeto a subjetividade lírica, imagem, ritmo, relação lírica e sociedade etc.

 

Projeto de Pesquisa

Subjetividade, lirismo e contemporaneidade: estudos teóricos e críticos da poesia brasileira e portuguesa.

Descrição

O projeto propõe uma investigação que tem como vias de reflexão e produção de conhecimento a subjetividade e o lirismo no cenário da contemporaneidade. Propõe-se a examinar a produção poética de dez poetas, sendo cinco brasileiros e cinco portugueses. A partir da análise dos poemas, objetivamos discutir a problemática da subjetividade e do lirismo, abrindo perspectivas interdisciplinares com outras áreas de conhecimento.

 

Projeto de Pesquisa

Estudos sobre Cora Coralina: Vida, obra e fortuna crítica.

Descrição

Este projeto pretende investigar a vida, a obra e a fortuna crítica da poeta Cora Coralina, que constitui-se como o maior legado cultural da Cidade de Goiás. O objetivo principal do projeto é o de garantir um espaço aberto de estudos críticos que levem a um reposicionamento da poeta no cenário das letras em Goiás e no Brasil, uma vez que a Unidade Universitária está sediada na cidade natal da poeta. A unidade Universitária da Cidade de Goiás, que até pouco tempo levava o nome da poeta, deve ter o compromisso permanente de divulgar sua obra e seu nome, cumprindo seu papel para com a mais importante representante das letras de Goiás, que através de sua produção intelectual muito fez e tem feito pela sua cidade e por seu povo.

 

Docente

Eleone Ferraz de Assis

Projeto de Pesquisa

Vocabulário da fala do sertão profundo na voz de ELOMAR

Descrição

A produção do glossário da linguagem do sertão profundo visa a não só dar a conhecer essa variedade da língua do Brasil, mas também facilitar a compreensão das letras do Cancioneiro Elomariano. A escolha por esse córpus se deve ao fato de Elomar Figueira de Mello ser um compositor prodigioso que elegeu a Caatinga e os sítios do entorno do Rio Gavião (Vitória da Conquista-Bahia) como seu lócus de vida e produção. Graduado em arquitetura, com formação musical e um voraz leitor das obras da literatura universal, o menestrel baiano abarca em sua composição desde a linguagem simples do sertão profundo (designação dada por ele próprio) até formas das cantigas medievais com suas princesas e cavaleiros. Considerando a relevância atual dos estudos da variação linguística, julgou-se oportuna a produção desse vocabulário que virá não só dar suporte às aulas de língua portuguesa, como também auxiliar a compreensão dos textos elomarianos e afins, uma vez que o vocabulário é o material primeiro com que se amplia o conhecimento de mundo. Em última análise, o glossário contribuirá para o enriquecendo assim o domínio léxico-cultural dos falantes.

 

Projeto de Pesquisa

Gramática, texto e ensino: transitividade verbal em editoriais de jornal à luz do funcionalismo e gramática de construções

Descrição

A pesquisa a ser desenvolvida nesse projeto objetiva descrever o fenômeno da transitividade verbal em editoriais de jornal, com base nos estudos funcionalistas (HOPPER; THOMPSON, 1980) e na teoria da Gramática de Construções (GOLDBERG, 1995, 2006). Além disso, por meio dos aportes teóricos cognitivo-funcionais, procura-se apresentar ao professor subsídios para o ensino de transitividade verbal no ensino fundamental e médio, baseando-se no contexto de uso da Língua Portuguesa, conforme preconizam as Diretrizes Curriculares Nacionais.

 

Projeto de Pesquisa

Transitividade e ensino: uma abordagem à luz do funcionalismo e da gramática de construções

Descrição

Este projeto dedica-se, com base nos postulados de Givón (1984), Hopper; Thompson (1980) e Goldberg (1995, 2006), analisar como o fenômeno da transitividade verbal se manifesta nos editoriais do jornal O Popular, de Goiânia, GO. O estudo, pela perspectiva funcional, trata dos parâmetros do complexo sintático-semânticos da transitividade, que focalizam a eficácia e a intensidade como uma ação que é transferida de um participante para outro, corroborando com a construção dos editoriais do referido periódico. Procura-se, também, com os aportes teóricos da Gramática de Construções (GOLDBERG, 1995, 2006), ampliar a compreensão da transitividade, com o intuito de verificar como o pareamento de forma (sintática) com o significado (funções semântica, pragmática e discursiva) se articula na construção dos editoriais. Além disso, apresentam-se as possibilidades/alternativas de aplicação dos princípios e categorias cognitivo-funcionais para o tratamento da transitividade no ensino de língua portuguesa na educação básica. Fundamenta-se a discussão na abordagem funcional da transitividade (GIVÓN, 1984; HOPPER & THOMPSON, 1980), na Gramática de Construções (LANGACKER, 1987, 2005, 2008; GOLDBERG, 1995, 2006), na teoria de gêneros textuais (BAWARSHI; REIFF, 2013; DIONISIO; MACHADO; BEZERRA, 2010; MARCUSCHI, 2008; SOUSA, 2012; SWALES, 2004) e nos apontamentos sobre ensino de Língua Portuguesa (BRASIL, 1998, 1999; FURTADO DA CUNHA; TAVARES, 2007). A pesquisa demonstrará que as construções do sistema de transitividade verbal no editorial de jornal são pareamentos entre forma e significado arquitetados a partir de um mapeamento mental da estrutura de predicado já mais ou menos estruturada que determina a posição do enunciador e produz os efeitos de sentidos desejados no leitor. Tomando como referência os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), essa pesquisa pode ter aplicação imediata, pois apresentará ao professor considerações sobre o fenômeno da transitividade. Para tanto, leva em conta contextos reais de uso e assim fornece contribuições para o ensino de língua portuguesa no Ensino Fundamental e Médio, ao se assumir o texto como objeto de ensino.

 

Docente

Émile Cardoso Andrade

Projeto de Pesquisa

Narrativas e imagens em gêneros híbridos: processos de visibilidade na cultura contemporânea

Descrição

O topo da cultura é regido por processos múltiplos de visibilidade que transformam e alteram os modos de ser, estar e sentir dos sujeitos contemporâneos. Nessa cultura-mundo (Lipovetsky, G. & Serroy, J., 2011) em que tecemos as mais diversas lógicas de interação, as formas do ver se ampliaram e passaram a ser escopo de observação em todas as áreas do conhecimento: da revolução da fotografia aos regimes de vigilância em câmeras de segurança, tudo passou a ser espectro do sentido do olho e das lentes. As formas artísticas não se furtam desse processo, e desde então tem ganhado outros contornos e (des)orientações. Pensar o universo panóptico em que nossa cultura contemporânea se insere é considerar uma constelação de relações entre produtos culturais os mais diversos e regimes de visibilidade tão múltiplos quanto, cujas marcas e consequências encontram se desenhadas em nossa experiência. O presente projeto possui o intuito de articular dois objetos da cultura atual: 1) obras artísticas que por ora denominamos híbridas, em termo de gênero literário o romance histórico pós-moderno, o quadrinho ou romance gráfico, a adaptação literária para a televisão, o cinema de justaposição entre documentário e ficção e 2) os caminhos construídos e percorridos pelos regimes de visibilidade que alteraram nossa percepção e a configuração de nossos olhares, criando verdadeiras topologias de subjetividades (Fernanda Bruno, 2013). Interessa-nos, portanto, materiais oriundos da chamada indústria cultural best sellers, HQs, filmes de circuito comercial, telenovelas e produções artísticas consideradas sofisticadas e de prestígio acadêmico como os filmes de autor, as minisséries televisivas consagradas, a alta literatura, os romances gráficos. Compreender de que maneira esses conteúdos são percebidos pela experiência visual contemporânea é o que, em linhas gerais, pretendemos ao longo deste projeto. Em outras palavras, como estes objetos culturais e artísticos estão sendo lidos/vistos/apreendidos diante do universo de experiências visuais possíveis no mundo atual? Para tanto, contamos com auxílio teórico de nomes já definitivos no que tange aos estudos envolvendo arte, técnica e visualidades: Walter Benjamim, Robert Stam, Jacques Aumont, André Bazin, François Jost, Vilém Flusser, Georges Didi-Huberman e Jacques Ranciére. Outros trabalhos também serão válidos já que são mais próximos de nossos objetos. Entre eles, podemos citar: Fernanda Bruno, Jesus Martin-Barbero, Paula Sibilia, Arlindo Machado, Gustavo Bernardo, André Parente, e Adauto Novais.

 

Docente

Márcia Maria de Melo Araújo 

Projeto de Pesquisa

A cronística do Brasil Colonial: formas do imaginário e representação da realidade

Descrição

A cronística do Brasil colonial: formas do imaginário e representação da realidade? consistirá num estudo analítico e crítico-comparativo da influência e disseminação de aspectos formadores da forma mentis (ou ideário) e das formas do imaginário que, provenientes da tradição cultural e da mentalidade da Europa medieval e de permeio à influência da renovação adventícia do pensamento humanista e renascentista dos princípios dos tempos modernos, condicionaram a escrita de um tipo especial de literatura comumente conhecida como literatura de viagem e descobrimentos.

 

Projeto de Pesquisa

 “Bela, das brancas mãos” e o diálogo com a lenda de Melusina: as mulheres-serpentes

Descrição 

A visão monstruosa e destruidora do feminino faz parte de ancestrais cosmogonias míticas. Foi, entretanto, no período medieval, principalmente para o seu final, que tal visão intensificou-se com a agregação de motivos demonológicos. A partir do século XIII, num período coincidente com o apogeu dos bestiários medievais e do Trovadorismo, a sereia tornou-se o símbolo do amor maléfico. Não poderíamos deixar de comentar a serpente que se pactuou com Eva devido à sua natural vulnerabilidade à sedução e ao engano. Tal como as sereias com cauda de peixe, as mulheres-serpentes entraram no imaginário medieval, alimentando a tradição e os contos populares por muitos séculos. As mulheres-serpentes, parentes das quivres, wivres ou vouivres, tinham na testa um carbúnculo muito cobiçado que retiravam quando iam ao banho. Quando os caçadores viam essa cobiçada pedra, tornavam-se vítimas das mais ferozes atrocidades dessas criaturas. Segundo a tradição celta, tais criaturas, que podiam inclusive voar, eram entidades divinas que presidiam as fontes. Exemplo desse imaginário é a lenda de Melusina, primeiramente aproveitada na literatura romanesca por Jean d’Arras, em seu livro Le noble hystoire de Luzignan, escrito por volta de 1392-1393. No entanto, o tema é anterior a essa data, remontando a Gervaise de Tilbury e Vincent de Beauvais. Melusina foi uma fada que se casou com o senhor de Luzignan, com a promessa de torná-lo rico se ele nunca a procurasse aos sábados. Luzignan não cumpriu a promessa e, certo sábado, foi vê-la no banho. Percebeu, então, que ela era metade mulher, metade serpente. Melusina fugiu e o fim da história acabou por ter várias versões. Uma delas foi escrita por Henri Dontenville (1973, p. 221), dizendo que Melusina, à meia-noite, assumia a forma humana para amamentar os dois filhos mais novos. Sobre a lenda de Melusina, é sabido que as dinastias reais e famílias nobres procuravam forjar para elas uma origem mítica. Sendo assim, o senhor de Luzignan consegue se apoderar de Melusina, dando-lhe seu nome. Seguindo esse modelo, Le Goff (2010, p. 24) expõe encontrar o mais belo exemplo do maravilhoso político ambíguo em Geraldo de Cambrai, no início do século XIII. Trata-se da ascendência “melusiana” dos Plantagenetas, que se tornaram reis da Inglaterra, e teriam, desse modo, como antepassado, no século XI, uma mulher-demônio. Assim, segundo essa versão, Ricardo Coração de Leão fazia menção a Melusina e se servia dela em sua ação política, para explicar seu comportamento e justificar os aspectos extravagantes de suas opções e até mesmo o fato de, na sua família, os filhos se armarem contra o pai e de se combaterem incessantemente (LE GOFF, 2010). A respeito da conhecida história de Melusina, o conto “Bela, das brancas mãos”, do livro Longe como o meu querer de Marina Colasanti (2008), retoma o diálogo com a tradição medieval da mulher-serpente. Marina Colasanti, sintonizando aquele aspecto da incontinência feminina para o libidinoso? primordialmente representada, na tradição judaico-cristã, por Eva na sua suspeitosa relação com a serpente do Mal?, e para o demonológico, traz uma visão maléfica da mulher-serpente, o que sugere a finalidade deste trabalho: refletir sobre o diálogo estabelecido entre o conto de Marina Colasanti e a lenda de Melusina, atentando para a especificidade de cada texto, assim como valores e mentalidades das épocas em confronto.

 

Projeto de Pesquisa

Leitura, Literatura e Imaginário na formação do leitor 

Descrição

A leitura é uma atividade complexa e singular, posto que não corresponde unicamente ao entendimento do mundo do texto escrito. Daí se depreende a necessidade de todo ser humano por alguma forma de leitura, seja ela escrita ou não. Partindo dessa premissa, o objetivo geral deste projeto de pesquisa intitulado “Leitura, literatura e imaginário na formação do leitor” é servir, como o próprio título sugere, como direcionamento principal, vetor para outros projetos dentro da área da educação, abrangendo questões relacionadas à leitura, à literatura e às práticas sociais na construção de uma consciência de inclusão social e de formação do leitor. Desse objetivo derivam outros mais específicos, entre os quais podem ser citados: formar professores e mediadores de leitura; promover práticas de leitura na escola e na sociedade; promover a leitura; pensar a literatura; trazer subsídios ao leitor no sentido de desenvolver a capacidade de ler textos literários; desenvolver outros projetos relacionados ao tema; relacionar o imaginário social com a formação de professores-leitores; investigar o uso das mídias como recurso à leitura.

 

Docente

Marília Silva Vieira

Projeto de Pesquisa

O processo de gramaticalização do item “mesmo” no português brasileiro

Descrição

Este projeto tem como objetivo investigar o estatuto do item mesmo na língua portuguesa e, com base na comparação do estatuto atual com os empregos advindos de sua raiz etimológica, descrever as mudanças ocorridas, à luz de termos correlatos em línguas neolatinas, tais como: mismo (espanhol), mateix (catalão), même (francês) e medesmo (italiano). O córpus analisado constitui-se de uma amostra de fala em construção, com cerca de 40 entrevistas realizadas com falantes nativos de Quirinópolis (GO). Para a análise e interpretação dos dados, foram tomadas como aporte teórico as teorias sobre gramaticalização (Heine, Claudi & Hünnenmeyer, 1991), proposta funcionalista que visa descrever os mecanismos de mudança que propulsionam os empregos mais gramaticais dos termos da língua, por meio de uma progressão unidirecional que estimula a mudança em diversos aspectos linguísticos, tais como a frequência de uso, a produção fonêmica, a função do termo dentro da estrutura linguística e seu significado.

 

 

Ações extensionistas

 

A Extensão Universitária é um processo educativo, cultural e científico que articula o Ensino e a Pesquisa, de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre a universidade e a sociedade, com base na interlocução entre saberes, que tem como consequências a produção do conhecimento resultante do confronto com a realidade, a democratização do conhecimento acadêmico e a participação efetiva da comunidade na atuação da Universidade. Além de instrumentalizadora desse processo dialético de teoria/prática/ reflexão/prática, a Extensão Universitária é interdisciplinar favorecendo a visão integrada de todas as dimensões da realidade social.

 

O Curso de Letras do Câmpus Cora Coralina conta com um Centro de Idiomas com cursos voltados para toda a comunidade acadêmica de Goiás e da região, assim como para a comunidade em geral.

 

Coordenador do Centro de Idiomas

Prof. Dr. Claude Valentin René Detienne

 

Cursos Oferecidos regularmente

Libras

Língua Inglesa Básica