Estado de Goiás

 

Laboratório de Ensino de História da Cidade de Goiás (LEHIG)

 

1. Apresentação

O curso de Licenciatura em História da UEG - Unidade de Goiás tem como um de seus princípios a integração entre ensino pesquisa e extensão. A proposta de criação de um laboratório de ensino de História partiu da professora Elisabeth Maria de Fátima Borges, e vem no intuito de construir um espaço de integração entre as atividades docentes e discentes da graduação, colaborando com o processo de produção e difusão de pesquisas sobre o ensino de história, além de promover atividades extensionistas. O laboratório foi criado em agosto de 2012.

2. Localização

O Laboratório do Ensino de História da Cidade de Goiás (LEHIG) está localizado na Universidade Estadual de Goiás, Unidade Universitária de Goiás (UEG-Goiás), que fica localizada na Rua Dr. Deusdeth Ferreira de Moura – Centro, na Cidade de Goiás – GO. Está instalado, juntamente com o CEPEDOM (Centro de Pesquisa e Memória em História).

3. Objetivos

  • 3.1 Objetivo Geral
    • Constituir-se um espaço de discussão sobre o ensino de História.
  • 3.2 Objetivos específicos
    • Potencializar ações relacionadas ao ensino de História;
    • Criar um espaço de suporte ao ensino básico e superior em História;
    • Estimular a produção de pesquisa sobre o ensino de História;
    • Estimular ações de extensão universitária voltadas para as escolas da educação básica e a comunidade em geral;
    • Organizar um acervo de materiais didáticos do ensino de História;
    • Manter intercâmbios com laboratórios de ensino de História de outras universidades;
    • Estabelecer um espaço de apoio aos professores de História dos ensinos fundamental e médio e aos professores da rede municipal de ensino de 1ª a 4ª séries para discussões teórico-metodológicas, trocas de experiências e acompanhamento envolvendo o processo ensino-aprendizagem da disciplina de História;
    • Propiciar a atualização historiográfica dos professores de História dos ensinos fundamental e médio;
    • Contribuir para formação profissional dos acadêmicos do curso de História;
    • Divulgar o acervo documental sobre a História Agrária da região, possibilitando o seu uso para o ensino de História;
    • Estabelecer um elo entre os professores dos três níveis de ensino, que permita repensar o ensino de História nos ensinos fundamental médio e superior.
    • Criação de um Grupo de Estudos de Ensino de História da UnU de Goiás (GEEHG) que reunirá bimestralmente, com os professores de História da educação básica do município (das redes municipal e Estadual) além dos professores e acadêmicos do curso de História da Unidade Universitária na sala do Laboratório de Ensino de História da Unidade Universitária de Goiás para discussões teórico-metodológicas, trocas de experiências e acompanhamento envolvendo o processo ensino-aprendizagem de História;
    • Oferecer minicursos e oficinas visando discutir aspectos metodológicos e teóricos do ensino das áreas contempladas, bem como atividades de valorização docente (dinâmicas, relatos de experiências e vivências, confraternizações, atividades integrativas);
    • Elaboração de recursos didáticos pedagógicos, incorporando diferentes fontes e linguagens no ensino de História, possibilitando assim, o aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem e propiciando suportes necessários para o exercício da prática docente;
    • Criação de roteiros e mecanismos de análise de livros didáticos, sob diferentes perspectivas: metodologia de análise, problematização das diferentes concepções teóricas e pedagógicas e o uso em sala de aula, envolvendo os acadêmicos e os professores da educação básica;
    • Organização de um banco de dados bibliográficos temáticos, no site da Unidade Universitária, sobre o ensino de História.
    • Criação do Boletim do Ensino de História, no site da Unidade Universitária, para divulgar projetos de ensino de história desenvolvidos pela Universidade e pelas escolas de educação básica.
    • Criação banco de dados sobre as experiências realizadas pelos professores dos ensinos: fundamental e médio, e disponibilizá-lo no site da Unidade Universitária;
    • Organização de um acervo documental sobre a História Agrária da cidade de Goiás, o município que mais tem assentamentos de reforma agrária no Estado de Goiás, juntos aos alunos assentados que estudam na escola campo, e disponibilizá-lo no site e assim trabalhar a consciência histórica no ensino de História na educação básica;
    • Criação e divulgação, no site Unidade Universitária de um acervo documental sobre a História da cidade, que é Patrimônio Histórico da Humanidade, possibilitando a produção de propostas de educação patrimonial associadas à abordagem da história local e da regional previstas no currículo escolar;
    • Promoção de um evento sobre o ensino de História na cidade, como um espaço de trocas de experiência entre a escola campo, as demais escolas de educação básica da cidade e a Universidade. E assim repensar o ensino de História local.


    4. Resultados Pretendidos

    • Fomentar estudos e pesquisas sobre o ensino de história, ou seja, estimular a produção acadêmica sobre o ensino de história;
    • Colaborar para o processo de criação de um novo status do curso de licenciatura em história, perante a sociedade local e acadêmica;
    • Elevar a auto-estima, tanto dos acadêmicos quanto dos professores da rede pública de ensino;
    • Promover maior interação da academia com a comunidade local, especificamente com as escolas da rede pública de ensino;
    • Que tanto os cursos de formação continuada quanto a educação básica se volte para temáticas locais como: a Educação no campo e educação patrimonial;
    • Produzir materiais didáticos, ensinando os acadêmicos a transformar fontes históricas em recursos didáticos.
    • Desenvolver nos professores supervisores e bolsistas o espírito de equipe e liderança;
    • Valorizar o papel do professor de História na sociedade;
    • Valorizar profissão de educador pela reflexão da realidade escolar, objetivando que os estudantes optem pela carreira docente;
    • Incentivar reflexões sobre a prática docente e as possibilidades de intervenção metodológica;
    • Valorizar os espaços escolares, bem como seu uso, e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis para planejar e ou adaptar atividades metodológicas;
    • Valorizar as opções metodológicas dos docentes em exercício como espaço de contribuição da formação inicial;
    • Fomentar experiências metodológicas e práticas docentes de caráter inovador, através da utilização de recursos das tecnologias de comunicação;
    • Possibilitar reflexões dos alunos em formação inicial à docência a partir de situações reais do contexto escolar;
    • Aumentar a perspectiva da formação inicial dos professores;
    • Estabelecer projetos de cooperação entre a universidade e a escola;
    • Realizar a integração e articulação da educação superior com a educação básica;
    • Aumentar a capacidade avaliativa dos professores em relação a seu trabalho e sua prática docente;
    • Integrar professores coordenadores, licenciandos e professores supervisores em prol da educação básica de qualidade.